A propósito...

O objetivo deste blog é o de coletar, todos os dias, notícias verdadeiramente positivas e edificantes em prol de um mundo melhor. Colabore para a nossa cura, dedique um tempo para enviar boas vibrações ao planeta! Para entender melhor, leia o Editorial

quinta-feira, 26 de novembro de 2015

Até um dia, quem sabe...



Prezados, por um período indeterminado não irei mais publicar neste blogue. São duas as razões que me levaram a tomar a decisão, e ambas pesaram da mesma forma.

A primeira é de ordem profissional. Recentemente abri meu próprio negócio, e como são duas operações, estou trabalhando em média de 12 a 15 horas por dia para colocá-las em ordem. Buscar notícias positivas às vezes demanda muito tempo e dedicação. Neste momento, portanto, é impossível conciliar as coisas e é necessário priorizar o ganha-pão.

A segunda razão - igualmente importante na minha decisão - é a minha profunda revolta com a imprensa brasileira em geral.

Publicações nacionais minimizam descaradamente a participação popular em protestos contra o governo nacional (de um milhão de pessoas numa avenida para 250 mil, segundo instituto de pesquisa próprio). 

Este mesmo veículo permite que um desordeiro, que comanda e invade propriedades privadas sob uma suposta bandeira da justiça social, tenha uma coluna semanal para proclamar e legitimar seus atos criminosos. 

Enquanto isso, uma greve de caminhoneiros é deturpada e tratada como uma mera paralisação pelos preços do diesel, e não um apoio expresso desses profissionais para o afastamento e prisão deste governo corrupto (a faixa de um dos bloqueios de estrada com os dizeres "Fora Dilma" foi filmada por trás (!!), de modo a tornar impossível a leitura ao telespectador mais desatento).

E tome libertinagem disfarçada de progressismo e politicamente correto. Jornalistas não medem esforços para defender, promover e legitimar os valores e os benefícios que as supostas minorias deste país recebem. Pollíticos que defecam pela boca, como o ex-BBB Jean Willys, se não recebem um aceno simpático, pelo menos são tratados com muito menos truculência do que outros que não se alinham à causa progressista. Um grupo de homens pelados em fila, enfiando o dedo no fiofó um do outro, ganham destaque em nome da suposta "arte moderna".

Essa mesma imprensa que cobra dos governos a abertura irrestrita de fronteiras para imigrantes é a mesma que depois irá condenar ataques de retaliação provocados por algum imigrante terrorista que explodiu ou metralhou um local cheio de pessoas inocentes.

A omissão também me causa espasmos. A Venezuela se tornou uma tragédia de proporções africanas, e quase nada sai na imprensa brasileira, especialmente os grandes veículos. Uma das maiores aberrações do mundo hoje atende pelo nome de Planned Parenthood, um projeto implantado pelos democratas dos Estados Unidos e que transformou clínicas de aborto em açougues de bebês, cujas partes eram comercializadas ilegalmente por debaixo dos panos. Não vi uma nota disso na imprensa mainstream do Brasil, e se saiu alguma coisa é muito, muito pouco perto da repercussão que um assunto como este supostamente deveria provocar. Confesso que consegui assistir a apenas uma parte de um dos vídeos que denuncia o Planned Parenthood. Na hora, lembrei da minha sobrinha que nasceu neste ano, e aquele vídeo acabou com o meu dia. Espero honestamente que ela encontre um mundo melhor do que esse no qual estamos vivendo.

Revoltado como estou com a imprensa brasileira, decidi parar de publicar as notícias. Sempre dei os devidos créditos aos jornalistas, fotógrafos e veículos, e não quero mais ter que colocar os nomes de veículos cuja linha de atuação editorial eu discordo profundamente.

Até que eu veja uma mudança de valores, não tenho intenção de seguir com esse espaço. É a minha greve pessoal, a única que me permito fazer, porque quando topei abrir meu negócio, assinei um contrato também com um país que me toma muito e devolve pouco.

Não irei deletar as postagens antigas, portanto, sintam-se à vontade para consultar os arquivos do Projeto Minuto Positivo sempre que quiserem. A casa continua sendo de vocês.

Boa sorte a todos nós!

quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Casal faz cenas de desenho animado para celebrar casamento


Um dos aspectos mais bonitos da famosa animação da Pixar, UP - Altas Aventuras, é o relacionamento entre o seu Fredericksen e sua mulher, Ellie. 

A construção do relacionamento no desenho animado, permeado de amor, levou o americano Jason Lyle Black a propor aos seus avôs a filmagem e produção de algumas das cenas para celebrar a união de 60 anos.

E não é que os velhinhos toparam a parada?

Jason utilizou várias referências do filme, como a trilha sonora (a mesma do início da película original), as roupas e até o andador do seu Fredericksen.

Além de toda a simbologia, Jason conta que foi muito divertido trabalhar com seus avôs. Numa das fotos, ele mesmo se fantasiou como um dos personagens, o garotinho Russel.



Confira o vídeo abaixo:



Texto: Flávia Aguiar
Foto: Reprodução/Vídeo/Jason Lyle Black
Page Not Found/Globo.com

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Associação reúne voluntários interessados em escrever mensagens positivas



A Associação Beneficente Fraternitas Nosso Lar decidiu trazer um algo mais nas campanhas de final de ano em São Paulo.

Além da entrega de alimentos em diversos pontos da capital, a entidade está estimulando voluntários a escreverem cartas de amor e esperança aos moradores de rua. Para tanto, são duas as exigências feitas: as cartas precisam ser manuscritas (com o intuito de capturar as boas vibrações de quem escreve) e devem ter um conteúdo positivo e de incentivo àqueles que vierem a recebê-las. Elas podem ser assinadas ou anônimas.

A ideia capturou a atenção do garoto Marcos Corujo de Oliveira, de 9 anos de idade. Ele tem dez mensagens escritas, mas pretende chegar a 50 até o encerramento do prazo da campanha. Marcos, em toda sua pureza de menino, quer tentar resgatar sentimentos de infância e de comemorações em família, principalmente aos dependentes químicos da cracolândia, que será um dos pontos de visitação.

Caso queiram se juntar ao Marcos nessa empreitada, as cartas podem ser enviadas para o seguinte endereço: Rua Rui Amaral Lemos, 571, Vila Dalva, CEP 05388-070, São Paulo -SP. A entidade aceita cartas manuscritas até o dia 10 de dezembro!

Reportagem: Jairo Marques
Foto: Luiz Carlos Murauskas
Folha de São Paulo

Homem salva filhote de cervo numa história emocionante


Um lituano que mora próximo ao famoso parque de Yellowstone, nos EUA, acabou por se tornar pai adotivo e temporário de um filhote de cervo.

Darius Sasnaukas testemunhou o nascimento de dois cervos no quintal de sua casa, mas um deles acabou se ferindo numa das patas e foi deixado para trás pela sua mãe.

Sem qualquer chance de sobreviver em meio a tantos predadores, o bebê foi adotado e curado do seu problema na pata. No entanto, quando chegou a hora de devolvê-lo sadio à natureza, o vínculo entre o animalzinho e o tutor já era tão forte que ele simplesmente se recusava a ir embora, sempre regressando.

Ciente de que nada poderia substituir a mãe natural do pequeno cervo (nem mesmo sua cadela, que assumiu o pequeno temporariamente e de bom grado), ele continuou soltando-o até que numa noite ele finalmente reencontrou sua família.

Alguns meses depois, Darius conseguiu avistar o filhote, já bastante crescido e bem ambientado ao mundo selvagem.

Confira o vídeo abaixo.




Texto: Lucas
Foto: N/A
Mistérios do Mundo

domingo, 25 de outubro de 2015

Numa cidade canadense, o Natal é em outubro por uma bela razão



O canadense Evan Leversage, de sete anos, lutou bravamente contra um câncer no cérebro por cinco anos. No entanto, recentemente os médicos constataram que o tumor infelizmente aumentou de tamanho e se espalhou para outras partes da cabeça.

Uma vez que Evan possivelmente não vá sobreviver até o Natal, sua mãe Nicole Wellwood, juntou sua família para comunicar a terrível notícia e perguntou a eles se não se importariam em transferir o Natal para o mês de outubro.

Pois o impensável aconteceu. O restante da família conseguiu mobilizar toda a comunidade de St George (cidade onde moram) através de arrecadação de fundos e uma página no Facebook. 

Evan ganhou uma desfile de Natal em frente à sua casa, incluindo a visita do Papai Noel. Centenas de moradores da cidade se engajaram na campanha e anteciparam a decoração natalina de suas casas. Além disso, milhares de pessoas do mundo inteiro mandaram mensagens pelo Facebook, desejando a Evan um feliz Natal.



Reportagem: Karen Morrison
Fotos: Mercury
The Sun

A beleza das vitoriosas que derrotaram o câncer e mudaram suas vidas!




Pessoal, por conta do Outubro Rosa, o jornal Diário Catarinense publicou, através da colunista Patrícia Lima no caderno Donna, uma série de depoimentos sobre mulheres que venceram essa terr(m)ível doença. Interessante constatar que nos depoimentos surgem palavras tão comuns neste espaço: positividade, bom humor e solidariedade.

Recomendo a todos que possuem um parente ou amigo com câncer que dêem uma lida e repassem. Não publiquei um resumo com as minhas palavras porque, como sempre faço em reportagens de conteúdo extenso, é mais fácil indicar a fonte diretamente por causa da riqueza de detalhes.

Boa leitura! 

Textos: Patrícia Lima
Fotos: Roberta Weber
Diário Catarinense
http://revistadonna.clicrbs.com.br/saude/de-peito-aberto-mulheres-exibem-cicatrizes-que-revelam-luta-e-beleza-da-vitoria-contra-o-cancer-de-mama/?utm_source=Redes%20Sociais&utm_medium=Hootsuite&utm_campaign=Hootsuite

terça-feira, 20 de outubro de 2015

Ex-militar ajuda veteranos a reerguerem suas vidas


Chris Wieczorek, um escocês da cidade de Falkirk, serviu por dez anos nas Forças Armadas do Reino Unido e quando foi dispensado, teve a sorte de encontrar uma boa oportunidade de emprego que lhe permitiu, algum tempo depois, abrir seu próprio negócio no ramo imobiliário.

Chocado com os elevados índices britânicos de veteranos sem-teto, ele decidiu fazer alguma coisa para ajudar seus irmãos de armas. Para tanto, ele pediu ajuda no Facebook para encontrar ex-militares como ele que estivessem em situação precária. A busca o levou a John Paul Gillespie que, graças à bondade de Chris, ganhou um teto para morar por seis meses até se refazer. E teve mais. John também ganhou um emprego na empresa de Chris, a Wizz Properties, de modo a pegar experiência e poder iniciar uma carreira profissional.

Além dessa ajuda, Chris também adquiriu cinco flats, que ele espera utilizar para alugar a outros veteranos e também lhes dar oportunidades de treinamento e emprego.

Ao publicar o seu apelo na rede social, ele também ficou surpreso com a quantidade de pessoas e mesmo empresas que se dispuseram a ajudá-lo, fornecendo mobiliário para os apartamentos e até mesmo vouchers de comida.

"Quero continuar colaborando, não irei cobrar taxas nos meus novos flats e ainda espero poder empregar alguns dos veteranos que se hospedarem neles também. Quanto mais trabalhos conseguir no meu empreendimento, mais soldados poderei ajudar após eles deixarem as forças armadas", finaliza.

Reportagem: Kirsty Beaton
Foto: N/A
The Falkirk Herald

Escola constrói casa de garrafas PET e se torna inspiração para a comunidade



Um centro de edução infantil da cidade de Araquari (SC) conseguiu alinhar vários objetivos com apenas um projeto: a construção de uma casa de aproximadamente 12 metros quadrados feita a partir de garrafas PET e outros materiais recicláveis.

Com a ajuda de alunos, docentes, pais e até mesmo do poder público local, a escola hoje conta com um espaço que é exemplo e inspiração para todos, especialmente as crianças, que aprendem na prática como projetos ecológicos sustentáveis podem se tornar realidade.

O objetivo não é parar por aí. Uma das professoras do projeto conta na reportagem que a ideia é torná-la ainda mais sustentável, através de coleta de água da chuva por meio de uma cisterna e uma horta hidropônica, cuja irrigação será feita utilizando-se a mesma água armazenada.

O projeto já foi visitado por outras unidades escolares para que possa, eventualmente, inspirar novas ideias de educação ambiental para mais e mais alunos.

Reportagem: Folha de Araquari/Correio Francisquense
Foto: Divulgação
Folha de Araquari/Correio Francisquense
http://www.correiofrancisquense.com.br/meio-ambiente/sustentabilidade-casa-de-garrafas-pet-e-construida-em-cei-de-araquari-1.5004998#.ViYhr_mrShd

segunda-feira, 19 de outubro de 2015

Colegas doam dias de férias para pai cuidar de filha com câncer


Jonathan Dupré havia esgotado todo o seu período de férias para acompanhar sua filha, Naëlle, em consultas médicas. Naëlle foi diagnosticada com um tumor nos rins aos cinco anos de idade em dezembro do ano passado, e passou a demandar toda a atenção de seu pai no tratamento.

Sem direito a mais dias de férias, os colegas de trabalho descobriram uma maneira de ajudar Jonathan: doaram suas férias (mecanismo permitido por lei na França), o que resultou num acúmulo de aproximadamente 350 dias livres com remuneração. 

A ideia veio do próprio chefe, sensibilizado com a situação. Para que isso fosse possível, era necessário também que a empresa concedesse permissão - e a solicitação foi prontamente acolhida pelo departamento de recursos humanos.

Torcemos para que este gesto de solidariedade ajude Naëlle a se recuperar o quanto antes.

Reportagem: BBC Mundo
Foto: Le Reveil de Neufchatel
BBC Brasil

Voluntários ajudam pais a embalar bebê com paralisia cerebral


Nascida de um parto complicado, a pequena Olívia acabou com paralisia cerebral por ter ficado cinco minutos sem respirar durante o processo, o que causou lesão por falta de oxigenação. As complicações a mantiveram numa UTI por 48 dias sem contato humano, e sendo alimentada por sonda, já que a lesão também a impediu de desenvolver o reflexo necessário para sugar leite do peito.

Por conta disso, Olívia tornou-se bastante irritadiça, e chora praticamente o tempo todo em busca de colo, pois é onde se sente segura após todo o trauma que adquiriu quando chegou ao mundo. No entanto, a tarefa de mantê-la embalada estava deixando os pais estafados. Por conta disso, eles lançaram um convite via redes sociais a qualquer pessoa  que quisesse "dançar" com a pequena e, desta maneira, permitir que eles pudessem fazer outras coisas enquanto outra pessoa nina Olívia.

O apelo foi atendido, e desde que o convite foi lançado há menos de dois meses, Olívia já teve mais de 50 parceiros voluntários, entre amigos e até mesmo desconhecidos. O repertório precisa ser de música intensa, e o casal de pais coloca clássicos dos Beatles e outros rocks dos anos 60 e 70.

Além da ajuda, o casal conta que acabaram fazendo novas amizades e até aceitaram outros tipos de ajuda, como cadeirinhas para pular, bolas de pilates e presentes como roupas e comida.

Quem for de Recife e quiser tirar a Olívia para dançar basta mandar um e-mail para a mãe, Marília Cireno: mariliacireno@gmail.com

Reportagem: Patrícia Britto
Foto: Sérgio Figueirêdo
Folha de São Paulo

terça-feira, 13 de outubro de 2015

Paramédica atende convidados que se dirigiam ao seu casamento


Eis uma profissional que honra sua vocação. Sarah Ray havia acabado de dizer o "sim" no altar quando soube que alguns de seus convidados haviam sofrido um acidente de carro a caminho do casamento.

Sarah então deixou a igreja imediatamente, trajando o vestido de noiva, e se dirigiu à estrada onde estavam os feridos, que felizmente não tiveram nada de grave.

Após o atendimento de emergência, ela então pôde voltar para a festa e comemorar o enlace com seu marido, Paul.

Texto: Fernando Moreira
Foto: Reprodução/Facebook
O Globo/Page Not Found

Tubarão ataca banhista e acaba salvando sua vida


Uma notícia que ilustra o velho ditado de que há males que vêm para o bem.

Eugene Fimney, um americano residente em Massachussetts, passava as férias com a família numa praia da Califórnia quando um tubarão o atingiu pelas costas, causando vários cortes. O banhista lutou para sair do mar, e ao chegar à praia, sua filha percebeu que ele estava sangrando. 

Eugene, entretanto, teimou em ir ao hospital até o ponto em que a dor se tornou insuportável, três dias após o acidente. Pois não é que durante os exames os médicos acabaram descobrindo um tumor no rim direito?

Graças ao diagnóstico precoce, o tumor, embora maligno, foi removido e não foi necessária nem quimioterapia para barrar o avanço da doença. Eugene diz ser grato ao tubarão, pois do contrário dificilmente o diagnóstico teria saído em tempo suficiente. Segundo suas palavras, ele "teve uma segunda chance na vida."

Reportagem: Yahoo Brasil!
Foto: Reprodução/Facebook
Yahoo!

sexta-feira, 9 de outubro de 2015

Catorze anos depois, pajem e daminha sobem ao altar



Uma coincidência, dessas que a vida apronta, ajudou a tornar o casamento de Adrian e Brooke Franklin ainda mais emocionante.

Ambos haviam participado de um casamento há 14 anos, como daminha e pajem. Eles se tornaram bons amigos e namorados, mas nenhum deles se lembrava daquele momento, já que segundo Brooke, ambos eram muito crianças.

Foi a mãe de Adrian quem desenterrou a foto, extremamente empolgada com a lembrança, e a tornou pública. A foto viralizou nas redes sociais e o casal acabou virando assunto até de programa de televisão nos Estados Unidos.

Alheios à repercussão da imagem, eles hoje querem apenas curtir a vida de casados, enquanto a foto fica guardada para ser mostrada aos possíveis filhos. Uma prova que o amor verdadeiro pode resistir ao tempo.

Reportagem: Yahoo Brasil?
Fotos: Arquivo Pessoal
Yahoo!
https://br.noticias.yahoo.com/blogs/super-incr%C3%ADvel/dama-de-honra-e-pajem-se-casam-14-anos-ap%C3%B3s-participarem-de-casamento-144033086.html

quarta-feira, 30 de setembro de 2015

Foto de bisavó e bisneta de dois dias emociona internautas


Millie Martin, uma senhora de 92 anos internada no hospital por insuficiência cardíaca, teve um encontro memorável com sua neta de apenas dois dias, Penélope. O encontro de gerações foi clicado pelo pai da criança, Scott Martin, que se emocionou com a cena ao perceber a alegria de sua avó ao conhecer a pequena pela primeira vez.

 - Ela ficou apaixonada desde o momento em que se conheceram - disse ele ao "Huffington Post".

A foto já foi visualizada aproximadamente 1,4 milhão de vezes pela Internet, sendo que Penélope já era um dos bebês mais conhecidos da rede mundial por conta deste vídeo abaixo, no qual ela aparece no ultrassom batendo palmas no útero ao ouvir seus pais cantarem! Imperdível!



Reportagem: O Globo
Foto: Scott Martin
O Globo

Pai e padrasto levam juntos a filha até o altar



A americana Brittany Pack estava perto de um dos momentos mais marcantes de sua vida - o seu casamento. Mas algo a incomodava, e muito. Ela se sentia dividida entre escolher seu pai ou padrasto para conduzi-la até o altar. O pai, Todd Bachmann, bolou então um plano surpresa que levou todos os convidados às lágrimas.

Num ato de puro desprendimento e generosidade, ele parou no início do corredor durante a marcha nupcial e puxou da fileira de convidados o padrasto, Cendrosky, que emocionado com a atitude, ajudou a conduzir Brittany até o altar.

Segundo Todd, o padrasto faz parte da vida de sua filha tanto quanto ele, e por isso achou justo que ambos pudessem dividir a caminhada.

A fotógrafa de casamentos, Delia D. Blackburn, responsável pelos cliques e por viralizar esta estória no Facebook,  comentou: "Famílias são o que fazemos delas. Faça que elas sejam sobre seus filhos, nunca sobre seu ego. Parabéns a Todd Bachman por mostrar a seus filhos o que amor de verdade significa. Amem suas crianças. Por favor, divulguem para que nós possamos espalhar gentileza por aí."




Reportagem: Diário de Pernambuco
Fotos: Delia D. Blackburn
Diário de Pernambuco

segunda-feira, 21 de setembro de 2015

Pedreiro literalmente pedalou para conseguir seu diploma



Uma das maiores glórias de um homem é chegar ao seu objetivo apesar de todas as barreiras, sejam elas físicas ou intelectuais. O pedreiro capixaba Joaquim Corsino é mais um da nossa galeria de notáveis inspirações para alcançarmos nossos objetivos.

Humilde morador de uma cidade vizinha à capital Vitória, ele enfrentou a distância de 21 km todos os dias para poder realizar o sonho de se formar em Direito. Joaquim pretende prestar concurso para delegado de polícia, e o diploma era essencial para a consecução desse projeto de vida.

Joaquim chegou a se formar num curso técnico de administração, e queria prestar vestibular para área de Ciências Contábeis nos anos 80, mas se viu obrigado a trabalhar para poder se manter. Durante todas essas décadas, ele juntou dinheiro para poder pagar a faculdade. Apesar de todos os percalços, ele foi considerado um modelo de aluno pelos demais professores, por sempre se sentar na frente e nunca faltar às aulas.

Joaquim agora é um exemplo para todos na sua família, por ser o primeiro a se graduar em uma universidade.

Reportagem: Yahoo! Brasil/A Gazeta
Foto: Reprodução/A Gazeta
Yahoo! Brasil

sexta-feira, 4 de setembro de 2015

Bombeiros salvam mãe e fazem parto dentro de um carro


O pequeno Kauan tem muito a agradecer aos bombeiros de Florianópolis. Enquanto sua mãe se encaminhava para o hospital por conta das fortes contrações, não restou outra alternativa ao pai, Wilson Carlos Faria da Cruz, senão levá-la ao batalhão de bombeiros, que por sorte estava próximo.

Sargento Pires, com 30 anos de ofício, foi um dos bombeiros que ajudou o menino a vir ao mundo ainda dentro do carro. Os primeiros atendimentos foram feitos no batalhão, até que a mãe, Janaina, pudesse ser transportada para o Hospital Universitário. Tanto ela quanto Kauan passam bem.

Reportagem: Guto Kuerten
Foto: Guto Kuerten
Diário Catarinense/De Olho nas Ruas

quinta-feira, 14 de maio de 2015

Foto de cachorro de morador de rua na mordomia comove as pessoas


A foto acima foi tirada por Jaqueline Winter, que depois a postou no Facebook. Mostra um sem-teto dormindo na rua, mas colocando ao seu lado o cãozinho de estimação, bem aconchegado - uma cama, um cobertor, comida e bebida.

A foto já foi compartilhada mais de 6 mil vezes, e algumas pessoas já foram procurar o morador de rua para oferecer algum tipo de ajuda. Muitas vezes só precisamos de uma boa propaganda para que as pessoas se comovam e possam ajudar o próximo.

Reportagem:Yahoo Brasil
Foto: Jaqueline Winter
Yahoo Inspire-se

terça-feira, 5 de maio de 2015

Aposentada de 85 anos cuida de 57 idosos em instituição do RJ



Dona Mariinha, aos 85 anos de idade, é um exemplo de disposição e boa vontade. Aposentada há 15 anos, ela começou a participar de um projeto de ginástica para terceira idade numa praça perto da sua casa, e foi lá que soube da existência da Casa de Convivência Anawin.

O médico responsável pelo projeto da ginástica, doutor Gugu, comentou por cima que a instituição filantrópica precisava de voluntários, e dona Mariinha não pensou duas vezes. Por estar cansada de ficar em casa depois da aposentadoria, ela se ofereceu para trabalhar como voluntária. E o que começou com visitas esporádicas rapidamente se transformou num compromisso total com o ancionato.

"Os idosos são marginalizados e ficam muito sozinhos. Muitas famílias os deixam de lado. Não são todas que dedicam atenção e amor aos mais velhos. Essa casa deveria existir em todos os bairros de todas as cidades. Eu me sinto privilegiada por poder cuidar de mim por meio desses 'filhos' que eu amo demais"

Dona Mariinha, um exemplo para todos nós.

Texto: Lívia Neder
Foto: Luiz Ackermann
O Globo

segunda-feira, 6 de abril de 2015

Idosa japonesa nada 1.500m e bate recorde


A senhora da foto é Mieko Nagaoka, um século de vida. Embora pertença a uma família de nadadores, foi apenas aos 82 anos de idade que ela iniciou a prática, e de maneira despretensiosa - ela começou a nadar com o singelo objetivo de fazer terapia para os joelhos.

Subitamente envolvida com a atividade, ela passou a treinar com maior frequência até que começou a participar de provas de natação pelo mundo. Hoje, a japonesa centenária está prestes a fazer parte do livro dos recordes (Guinness Book), por ter sido a primeira mulher da sua idade a completar uma prova de 1.500m. A façanha aconteceu na cidade de Matsuyama, e ela levou 1h15m para completar o percurso.

Pelo jeito, acabou a desculpa para o sedentarismo.

Texto: BBC Brasil
Foto: n/d
BBC Brasil

quarta-feira, 1 de abril de 2015

Empresa cria óculos que permitem a daltônicos enxergarem as cores


Uma ótima notícia para quem sofre de daltonismo. Uma empresa de tintas, em parceria com outra especializada em pesquisar a percepção de cores, desenvolveu um tipo de óculos cujas lentes permitem aos portadores desta doença separar as cores para que sejam corretamente capturadas pelos olhos. Os óculos já estão disponíveis no mercado, por um preço ainda salgado, segundo a reportagem: 400 dólares. A empresa responsável é a Enchroma (confiram o vídeo abaixo).



Reportagem:Veja
Foto: Reprodução/Vídeo
Veja

Cardiologista salva vida de crianças com ajuda de tricoteiras


O cardiologista Franz Freudenthal conseguiu unir, com muita criatividade, a expertise cultural do povo boliviano à necessidade de uma solução barata para curar crianças com problemas cardíacos.

A etnia aymara daquele país é bastante conhecida pela habilidade na confecção de casacos, cobertores e chapéus por parte de suas tricoteiras. Agora, este know-how milenar se pôs a serviço da medicina. As tricoteiras vem trabalhando na confecção dos dispositivos conhecidos como occluders, que são usados para cobrir e bloquear buracos no coração do paciente.

Por ser uma versão menor dos occluders produzidos pelas empresas de tecnologia, o dr. Freudenthal simplesmente não consegue produzi-los em massa. Daí a razão do uso da habilidade manual destas senhoras.

Centenas de pessoas já foram submetidas ao procedimento, que carrega consigo outro benefício: não necessita abrir o peito do paciente, o que é crucial para as culturas locais, que se mostram reticentes às cirurgias invasivas.

Confiram este interessante artigo no site da BBC.

Reportagem: Ignacio de los Reyes
Foto: Reprodução/Vídeo
BBC

Policial ajuda homem a fazer parto da mulher na garagem de casa


David Pereira de Castro é um almoxarife que precisou se tornar médico de improviso quando a mulher, Silene,  viu sua bolsa romper antes que houvesse tempo hábil de chegarem no hospital.

Sem saber o que fazer, ele ligou para a emergência (190), e foi atendido pela cabo Marina. E foi graças à ajuda da policial (que possui formação em enfermagem) pelo telefone que David acabou por realizar o parto da pequena Laura. (vejam a reportagem com o vídeo completo contendo o áudio da conversa aqui).

Oito dias depois, a policial se emocionou ao visitar o bebê que ajudou a trazer ao mundo.

Vale a pena ler a reportagem completa no G1.

Reportagem: Jamile Santana
Foto: Jamile Santana
G1

segunda-feira, 30 de março de 2015

Garoto pede ajuda por moradores de rua no dia do aniversário


O jovem Carter Mitchell estava passeando pelo centro da cidade com a mãe e o irmão quando reparou nos moradores de rua mendigando. Aquela cena calou fundo na alma do garoto, que decidiu fazer um pouco mais do que doar dinheiro àquelas pessoas.

Carter teve a ideia de organizar mochilas cheias de cobertores, gorros, cachecóis e produtos de higiene pessoal para distribuir aos sem-teto que ele avistara naquele passeio. Disse à sua mãe que aquilo seria o seu presente de aniversário de 11 anos. Com a ajuda de amigos, as doações foram coletadas através de uma página de Facebook, criada especificamente com este propósito.

Carter entregou um total de 46 mochilas, e afirmou que a resposta superou as expectativas. Todos os agraciados com as mochilas não cansavam de cumprimentá-lo e de desejar parabéns pelo aniversário. Com o sucesso da operação, Carter diz que pretende continuar com o projeto.

Reportagem: Bethany Hiatt
Foto: Steve Ferrier
The West Australian
https://au.news.yahoo.com/thewest/offbeat/a/26860436/carter-rejoices-with-gift-of-giving/

A mulher que foi ao topo do mundo em prol dos desfavorecidos



Conheçam a estória de Maria Conceição, a portuguesa que ficou chocada com a miséria em Bangladesh e criou uma fundação que ajudou a mudar a vida de 600 crianças de uma favela! Como a estória é muito bonita, acho melhor recomendar o link diretamente no site (clique aqui)

Reportagem: Catarina Ferreira
Foto: Fundação Maria Cristina
Boas Notícias - Portugal

terça-feira, 10 de março de 2015

Capitão América visita hospital infantil


Os atores Chris Pratt (o Star Lord de "Guardiões da Galáxia") e Chris Evans (o intérprete do "Capitão América") bateram uma aposta na época do Super Bowl, a final de futebol americano. O perdedor deveria visitar um hospital infantil caracterizado por seu personagem. O vencedor escolheria o hospital.

Evans apostou nos Patriots e ganhou. No dia acertado, os dois foram visitar um hospital em Boston, com Pratt devidamente trajado de Star Lord. No entanto, Evans parece ter gostado da experiência e decidiu retribuir, indo devidamente uniformizado ao Seattle Children´s Hospital em companhia do amigo para fazer o dia dos pequenos pacientes com câncer mais alegre.

Depois, ambos publicaram sobre a experiência no Twitter. "Dia incrível com Chris Pratt no Seattle Children's. Encontrei alguns VERDADEIROS super-heróis! Me senti inspirado, abençoado e tocado. Obrigado a todos, de coração". O xará, Chris Pratt, também relatou sua alegria em estar presente no hospital na companhia do verdadeiro Capitão América e agradeceu a presença do amigo.

Reportagem: F5
Foto: Reprodução/Twitter
Folha de São Paulo

Jovem percorre 4 países africanos de muletas para ajudar refugiados



Conheçam a história de Jéssica, uma jornalista recém-formada que desde cedo teve que lutar com uma deficiência física resultante de uma infecção na medula, quando tinha apenas 6 anos. A doença não aleijou seu espírito, e ela decidiu percorrer 4 países assolados por guerras civis e escrever um livro para denunciar as atrocidades que presenciou no continente africano.

Confiram aqui a estória de Jéssica.

"Acredito que antes eu tinha necessidade de provar que eu era boa em algo e que eu não era apenas mais uma deficiente, mas hoje percebo que o que me move é simplesmente fazer o que amo. É muito gostoso olhar para trás, ver que foi o maior perrengue, que não foi fácil, mas que consegui fazer um trabalho de que me orgulho. Porque dei meu máximo. E, mais do que isso, carregar tanta experiência incrível é fascinante, acho que meus netos vão se orgulhar", brinca. "Percebi que a deficiência não era empecilho, muito pelo contrário. Ela acabou me aproximando das pessoas. É só saber usas as armas que a gente tem."

Reportagem: Raquel Morais
Foto: Jéssica Paula/Arquivo Pessoal
G1

Trote solidário incentiva calouras a doarem cabelos


Uma universidade de Jaraguá do Sul (SC) realizou um trote solidário diferente. Propôs às calouras que doassem cabelos para a Rede Feminina de Combate ao Câncer. Com a ajuda de cabeleireiros voluntários, tanto as recém-chegadas quanto as veteranas puderam fornecer matéria-prima para perucas, as quais são utilizadas por pacientes com câncer. A ideia é resgatar um pouco da auto-estima daquelas que não tem condições de comprar uma peruca.

Um aspecto importante e que nem todos sabem - eu inclusive não sabia até ler a reportagem - é que para doar à Rede Feminina é preciso que as mechas tenham comprimento mínimo de 15 centímetros. Elas podem estar pintadas, mas não podem ter alisamento permanente.

Reportagem: A Notícia
Foto: Divulgação/Católica de Santa Catarina
A Notícia

Noivo empenhado pediu a mão da futura mulher por um ano!


Um namorado empenhado, realmente apaixonado e decerto bastante confiante, pois se a namorada dissesse 'não' naquele momento mágico com o sol se pondo, certamente o vídeo estaria em todos os talk-shows de humor pelo mundo.

Sem que a namorada Jennifer soubesse, o americano Dean Smith pediu a sua mão em casamento por um ano através de um quadro branco, que aparece em vários momentos de sua rotina diária - sempre com frases em que ele declara seu amor a ela. O desfecho aconteceu em Aruba, por ocasião do aniversário de Jennifer, que sem saber de nada, foi convidada a ir até a praia pelos parentes, onde assistiu ao vídeo editado por Dean e finalmente disse o "sim" perante o noivo e toda a multidão que acompanhava a cena.

Confiram o vídeo abaixo!

Reportagem: Lee Moran
Foto: Reprodução/Vídeo
NY Daily News




terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

Menino autista leva "bolo" no aniversário e ganha festa de arromba!


Já publicamos uma história parecida com um garotinho chamado Colin, que se recusou a fazer uma festa de aniversário porque, segundo ele, não tinha amigos para convidar. Ao contrário de Colin, o  garoto também americano Glenn Buratti teve sua festa, mas para tristeza dele e dos pais, nenhum dos 16 coleguinhas de escola convidados apareceu. Em comum entre os dois casos é que ambos possuem algum grau de autismo, o que torna difícil para ambos estabelecer relações sociais.

A mãe de Gleen, Ashleen, ficou devastada e fez um desabafo numa página de Facebook e, para sua surpresa, várias pessoas perguntaram se poderiam ir à festa. Apesar do receio de ter tanta gente estranha, Ashleen consentiu e o menino recebeu não apenas convidados, mas também muitos presentes. Nesse dia, 15 crianças e 25 adultos participaram do aniversário do garoto.

Mas a cereja do bolo ficou guardada para o dia seguinte. Ao saber do ocorrido, tanto a polícia quanto o corpo de bombeiros decidiram também fazer uma visita. Além de presentes, eles trouxeram os veículos para mostrar ao garoto. Até um helicóptero compareceu para dar um rasante próximo à casa da família. Foi sem dúvida o melhor aniversário que Glenn já teve, graças à mobilização das pessoas que se solidarizaram com ele. Confiram mais fotos acessando o link da BBC.


Reportagem: BBC Brasil
Fotos: Arquivo Pessoal
BBC Brasil

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Maria, 90 anos, e Davi, 103, realizam o sonho do casamento


Um sonho que se tornou realidade por obra de uma amiga e também cuidadora do casal. Davi e Maria se casaram depois de 70 anos juntos, numa cerimônia civil que só aconteceu por causa do empenho da aposentada Ana Alice Soares, que tem praticamente a mesma idade da união.

Ana Alice providenciou dinheiro e também a documentação necessária, principalmente a certidão de óbito da ex-mulher de Davi, que faleceu quando ainda estavam casados, e que se encontrava em Curitiba. A cerimônia foi realizada no civil, e apesar da "madrinha" ter oferecido um jantar num restaurante, eles preferiram ir para casa.

Ana Alice passou a cuidar do casal voluntariamente, depois que um filho se mudou para uma cidade vizinha, deixando a casa vaga. Como os recém-casados sobrevivem apenas com um salário mínimo da aposentadoria de dona Maria, Ana Alice passou a hospedá-los no imóvel desocupado. Segundo ela, isto ajudou a preencher o vazio deixado pela morte de sua irmã.


Reportagem: José Maria Tomazela
Foto: N/A
Estado de São Paulo

Dentista cria asilo para animais de estimação




Reportagem da Zero Hora narra a bela atitude da dentista portoalegrense Marcia Simch, uma das fundadoras da ONG Bicho de Rua, dedicada a cuidar dos animais abandonados na capital do RS. Marcia leva para casa justamente os animais que são frequentemente ignorados nas feiras de adoção: os de idade avançada, deficiências físicas ou enfermidades crônicas.

Ela conta que já resgatou quinze "velhinhos", e atualmente toma conta de cinco na casa onde mora, que tem a vantagem de possuir um pátio muito bom para os cães se exercitarem. Os gastos não são poucos, e com a evolução da medicina veterinária, criou-se também várias opções tecnológicas que permitem aos pets ganharem sobrevida com qualidade.

"Adotar o animal idoso é uma escolha mais difícil, mas eles têm toda a capacidade de integrar um lar. A convivência é tão rica que eles fazem muito mais bem para mim do que eu para eles. Sofro mais, porque a vidinha deles já é mais curta, mas dou um final bom para quem teve um começo ruim".

A reportagem completa pode ser lida abaixo, e o vídeo que mostra o porquê de se adotar animais idosos também vale muito a pena.

Reportagem: Larissa Roso
Foto: Guilherme Santos
Zero Hora
http://zh.clicrbs.com.br/rs/noticias/noticia/2015/01/conheca-a-casa-onde-so-entram-caes-velhos-e-doentes-4687024.html?utm_source=Redes%20Sociais&utm_medium=Hootsuite&utm_campaign=Hootsuite

segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

Uma carta extraordinária a uma garotinha


Saiu hoje na coluna do Elias Thomé Saliba, no Estadão, uma resenha sobre o livro Cartas Extraordinárias, de Shaun Usher. O autor compilou missivas de várias celebridades, como a famosa correspondência de Gandhi enviada a Hitler, pedindo que este envidasse esforços para evitar uma guerra que reduziria "a humanidade à barbárie".

Dentre alguns exemplos citados pelo colunista, tem uma carta que tem tudo a ver com este espaço, daí a razão de citá-la por aqui.

A carta em questão data de 1897, e foi enviada por uma menina de nove anos. Acostumada a ouvir do pai a frase "se está no The Sun é verdade", ela tomou coragem e escreveu ao editor do jornal com a seguinte pergunta: "Por favor, me diga a verdade. Papai Noel existe?". Fico imaginando a sinuca de bico em que se meteu o editor do famoso jornal à época. Mas a resposta é iluminada, e acho que serve bem como uma mensagem do dia:

"Você poderia pedir para o seu papai contratar alguns homens para vigiar chaminés e pegar o Papai Noel, mas ainda que eles vissem Papai Noel entrando, o que isso provaria? (...) As coisas mais concretas do mundo são as que nem as crianças nem os adultos conseguem ver. (...) O mundo invisível é coberto por um véu que nem o homem mais forte, que nem todos os homens mais fortes juntos são capazes de rasgar. Só a fé, a fantasia, a poesia, o amor e o sonho conseguem abrir aquela cortina e contemplar e retratar a suprema beleza. Tudo isso é real? Ah, Virginia, essa é a única coisa real e imutável que existe neste mundo.”

Coluna: Elias Thomé Saliba
Foto: Clip-art Office
O Estado de São Paulo
http://cultura.estadao.com.br/noticias/literatura,livro-reune-cartas-de-celebridades-e-anonimos-sobre-temas-variados,1618490

O jovem muçulmano que salvou 15 judeus em Paris


Como o assunto não sai das páginas dos jornais, temos uma boa notícia no meio a tanta tristeza e opiniões equivocadas. Sim, nem todo muçulmano é jihadista (a maioria não é, do contrário esse mundo já tinha acabado), mas já passou da hora dos líderes políticos e religiosos do Islã se posicionarem claramente por meio de ações (de palavras já estamos esgotados) que realmente demonstrem a repugnância que dizem sentir em relação aos fanáticos. Também já passou da hora dos líderes ocidentais deixarem de ser tão comedidos. O Ocidente não pode ficar apenas pregando tolerância, como se pedissem desculpas por existir e perpetuar os valores democráticos e republicanos (uns mais, outros menos, infelizmente). Como o blog não trata de geopolítica, vamos à notícia que interessa.

Lassana Bathily é africano, negro e muçulmano. Trabalha  no supermercado judeu que foi invadido pelo radical muçulmano Amedy Coulibaly e, graças à sua intervenção, conseguiu esconder 15 pessoas que correram para a cave quando o lunático anunciou o sequestro. Lassana botou as pessoas lá dentro, pediu calma, desligou o congelador e apagou a luz para que o criminoso não percebesse que havia pessoas lá dentro. Todas saíram ilesas ao final do incidente, que resultou na morte do próprio sequestrador.

Ao tomar tal atitude, Lassana se tornou um símbolo da tolerância religiosa em meio ao massacre contra os jornalistas e cartunistas do Charlie Hebdo.

Reportagem: Jornal de Notícias
Foto: BFMTV
Jornal de Notícias