A propósito...

O objetivo deste blog é o de coletar, todos os dias, notícias verdadeiramente positivas e edificantes em prol de um mundo melhor. Colabore para a nossa cura, dedique um tempo para enviar boas vibrações ao planeta! Para entender melhor, leia o Editorial

quinta-feira, 14 de maio de 2015

Foto de cachorro de morador de rua na mordomia comove as pessoas


A foto acima foi tirada por Jaqueline Winter, que depois a postou no Facebook. Mostra um sem-teto dormindo na rua, mas colocando ao seu lado o cãozinho de estimação, bem aconchegado - uma cama, um cobertor, comida e bebida.

A foto já foi compartilhada mais de 6 mil vezes, e algumas pessoas já foram procurar o morador de rua para oferecer algum tipo de ajuda. Muitas vezes só precisamos de uma boa propaganda para que as pessoas se comovam e possam ajudar o próximo.

Reportagem:Yahoo Brasil
Foto: Jaqueline Winter
Yahoo Inspire-se

terça-feira, 5 de maio de 2015

Aposentada de 85 anos cuida de 57 idosos em instituição do RJ



Dona Mariinha, aos 85 anos de idade, é um exemplo de disposição e boa vontade. Aposentada há 15 anos, ela começou a participar de um projeto de ginástica para terceira idade numa praça perto da sua casa, e foi lá que soube da existência da Casa de Convivência Anawin.

O médico responsável pelo projeto da ginástica, doutor Gugu, comentou por cima que a instituição filantrópica precisava de voluntários, e dona Mariinha não pensou duas vezes. Por estar cansada de ficar em casa depois da aposentadoria, ela se ofereceu para trabalhar como voluntária. E o que começou com visitas esporádicas rapidamente se transformou num compromisso total com o ancionato.

"Os idosos são marginalizados e ficam muito sozinhos. Muitas famílias os deixam de lado. Não são todas que dedicam atenção e amor aos mais velhos. Essa casa deveria existir em todos os bairros de todas as cidades. Eu me sinto privilegiada por poder cuidar de mim por meio desses 'filhos' que eu amo demais"

Dona Mariinha, um exemplo para todos nós.

Texto: Lívia Neder
Foto: Luiz Ackermann
O Globo

segunda-feira, 6 de abril de 2015

Idosa japonesa nada 1.500m e bate recorde


A senhora da foto é Mieko Nagaoka, um século de vida. Embora pertença a uma família de nadadores, foi apenas aos 82 anos de idade que ela iniciou a prática, e de maneira despretensiosa - ela começou a nadar com o singelo objetivo de fazer terapia para os joelhos.

Subitamente envolvida com a atividade, ela passou a treinar com maior frequência até que começou a participar de provas de natação pelo mundo. Hoje, a japonesa centenária está prestes a fazer parte do livro dos recordes (Guinness Book), por ter sido a primeira mulher da sua idade a completar uma prova de 1.500m. A façanha aconteceu na cidade de Matsuyama, e ela levou 1h15m para completar o percurso.

Pelo jeito, acabou a desculpa para o sedentarismo.

Texto: BBC Brasil
Foto: n/d
BBC Brasil

quarta-feira, 1 de abril de 2015

Empresa cria óculos que permitem a daltônicos enxergarem as cores


Uma ótima notícia para quem sofre de daltonismo. Uma empresa de tintas, em parceria com outra especializada em pesquisar a percepção de cores, desenvolveu um tipo de óculos cujas lentes permitem aos portadores desta doença separar as cores para que sejam corretamente capturadas pelos olhos. Os óculos já estão disponíveis no mercado, por um preço ainda salgado, segundo a reportagem: 400 dólares. A empresa responsável é a Enchroma (confiram o vídeo abaixo).



Reportagem:Veja
Foto: Reprodução/Vídeo
Veja

Cardiologista salva vida de crianças com ajuda de tricoteiras


O cardiologista Franz Freudenthal conseguiu unir, com muita criatividade, a expertise cultural do povo boliviano à necessidade de uma solução barata para curar crianças com problemas cardíacos.

A etnia aymara daquele país é bastante conhecida pela habilidade na confecção de casacos, cobertores e chapéus por parte de suas tricoteiras. Agora, este know-how milenar se pôs a serviço da medicina. As tricoteiras vem trabalhando na confecção dos dispositivos conhecidos como occluders, que são usados para cobrir e bloquear buracos no coração do paciente.

Por ser uma versão menor dos occluders produzidos pelas empresas de tecnologia, o dr. Freudenthal simplesmente não consegue produzi-los em massa. Daí a razão do uso da habilidade manual destas senhoras.

Centenas de pessoas já foram submetidas ao procedimento, que carrega consigo outro benefício: não necessita abrir o peito do paciente, o que é crucial para as culturas locais, que se mostram reticentes às cirurgias invasivas.

Confiram este interessante artigo no site da BBC.

Reportagem: Ignacio de los Reyes
Foto: Reprodução/Vídeo
BBC

Policial ajuda homem a fazer parto da mulher na garagem de casa


David Pereira de Castro é um almoxarife que precisou se tornar médico de improviso quando a mulher, Silene,  viu sua bolsa romper antes que houvesse tempo hábil de chegarem no hospital.

Sem saber o que fazer, ele ligou para a emergência (190), e foi atendido pela cabo Marina. E foi graças à ajuda da policial (que possui formação em enfermagem) pelo telefone que David acabou por realizar o parto da pequena Laura. (vejam a reportagem com o vídeo completo contendo o áudio da conversa aqui).

Oito dias depois, a policial se emocionou ao visitar o bebê que ajudou a trazer ao mundo.

Vale a pena ler a reportagem completa no G1.

Reportagem: Jamile Santana
Foto: Jamile Santana
G1

segunda-feira, 30 de março de 2015

Garoto pede ajuda por moradores de rua no dia do aniversário


O jovem Carter Mitchell estava passeando pelo centro da cidade com a mãe e o irmão quando reparou nos moradores de rua mendigando. Aquela cena calou fundo na alma do garoto, que decidiu fazer um pouco mais do que doar dinheiro àquelas pessoas.

Carter teve a ideia de organizar mochilas cheias de cobertores, gorros, cachecóis e produtos de higiene pessoal para distribuir aos sem-teto que ele avistara naquele passeio. Disse à sua mãe que aquilo seria o seu presente de aniversário de 11 anos. Com a ajuda de amigos, as doações foram coletadas através de uma página de Facebook, criada especificamente com este propósito.

Carter entregou um total de 46 mochilas, e afirmou que a resposta superou as expectativas. Todos os agraciados com as mochilas não cansavam de cumprimentá-lo e de desejar parabéns pelo aniversário. Com o sucesso da operação, Carter diz que pretende continuar com o projeto.

Reportagem: Bethany Hiatt
Foto: Steve Ferrier
The West Australian
https://au.news.yahoo.com/thewest/offbeat/a/26860436/carter-rejoices-with-gift-of-giving/