A propósito...

O objetivo deste blog é o de coletar, todos os dias, notícias verdadeiramente positivas e edificantes em prol de um mundo melhor. Colabore para a nossa cura, dedique um tempo para enviar boas vibrações ao planeta! Para entender melhor, leia o Editorial

terça-feira, 2 de setembro de 2014

Projeto Tamar completa 35 anos com "produtividade a mil"


Quando iniciou suas atividades em 1981, o Projeto Tamar de proteção às tartarugas-marinhas comandou a soltura de cerca de 2 mil filhotes. Ao completar 35 anos neste ano, há muitos motivos para se comemorar. Na verdade, mil motivos a mais, pois apenas este ano, já são 2 milhões de pequenas tartarugas protegidas e devolvidas ao mar.

Graças à iniciativa de biólogos marinhos indignados com a matança promovida por pescadores no Rio Grande do Norte, o movimento cresceu, recebeu simpatia e suporte das autoridades governamentais e hoje é um dos cases mais bem-sucedidos do país em matéria de proteção à fauna nacional.

Na matéria do Estadão, é possível saber como esta história teve início.

Reportagem: Tiago Décimo
Foto: N/A
O Estado de São Paulo

Chibatman, o super-herói no resgate da alegria


Há três anos, quando o terremoto e o tsunami trouxeram muitas tristezas e muito pesar à cidade de Chiba, no Japão, um homem decidiu que era hora de trazer sorrisos de volta à população local. A ideia é no mínimo inusitada: fantasiar-se do super-herói mascarado mais famoso do mundo e sair pelas ruas na sua Chibatmoto, combatendo não o crime, mas a tristeza das pessoas.

Este é Chibatman, cuja identidade se mantém sigilosa, mas se sabe que é um soldador de 41 anos residente naquela cidade. Confiram o vídeo da BBC (todos os direitos reservados) e vejam que até a voz é parecida.

Passageira inusitada transforma uma viagem em alegria pura!


Uma dessas notícias incríveis e bacanas de se contar neste blogue. Uma cadelinha vira-lata se tornou  a atração de uma viagem de ônibus ao ficar entrando e saindo do veículo a cada parada. Ela subia pela frente com a anuência do motorista bem-humorado e, na hora da parada, descia com os outros passageiros. Daí tornava a correr atrás do ônibus até a parada seguinte, quando latia do lado de fora, pedindo para subir novamente e receber o agrado dos passageiros.

Alguns passageiros estranhavam e até reclamavam quando o animal subia, mas depois ficavam pedindo para o motorista deixá-la entrar. Este, com medo de atropelar a simpática mascote, aquiescia. Enfim, um pouco de alegria para os usuários do transporte público de Joinville (SC). 

O flagrante foi feito por uma jornalista, que se encarregou de espalhar a estória. Leitores disseram que já viram a cadelinha andando de ônibus também em outras linhas da cidade.

Reportagem: Marcela Güther
Foto: Marcela Güther
A Notícia

quinta-feira, 28 de agosto de 2014

Australianos deixam um legado a mais da Copa do Mundo


Um belo gesto de solidariedade foi noticiado hoje. Através de doações feitas por cerca de 1.500 torcedores australianos que estiveram no Brasil para assistir sua seleção durante a Copa do Mundo, duas escolas foram beneficiadas com R$ 10 mil reais arrecadados. 

Alunos e corpo docente tiveram a liberdade de escolher quais equipamentos ou materiais seriam mais importantes no momento e, desta forma, o representante do grupo (Luke Simmons, que mora no Brasil) providenciou os computadores, armários e aparelho de TV solicitados.

O grupo, que se auto-intitula The Fanatics, já havia feito ato semelhante na Copa da África do Sul e, com o êxito da experiência, decidiram repetir o gesto também no Brasil. Duas escolas de Porto Alegre foram escolhidas por meio de consulta. Uma bela lição de solidariedade.

Reportagem: Suzy Scarton
Foto: Camila Santos
Jornal do Comércio

Vítima de atentado a bomba se casa com enfermeira que o tratou


Lembram-se do atentado da maratona de Boston, no ano passado? Pois uma das mais de 250 vítimas foi James Costello. Ele teve sérias queimaduras em ambas as pernas e precisou de várias cirurgias para se recuperar. Durante este período complicado, ele contou com o suporte da enfermeira Krista D´Agostino. Foi aí que destino mais uma vez deu as caras. Os dois se apaixonaram e, no último final de semana, se casaram em Boston. Um final feliz para um evento dolorosamente trágico.

Reportagem: Marília Notícia
Foto: Reprodução Twitter
Marília Notícia

terça-feira, 26 de agosto de 2014

Projeto australiano oferece brindes a quem recicla nos ecopontos!


Uma empresa australiana tomou para si a missão de fazer com que a população de Sydney, na Austrália, seja mais engajada em relação à reciclagem do lixo que gera. A ideia é bastante criativa. As máquinas criadas por uma empresa - a Envirobank - recebe os materiais e, por meio de um cartão previamente cadastrado no site, imprimem cupons que podem ser trocados por gasolina, passagens de ônibus, refeições ou até mesmo doações para uma ONG.

O projeto começou com duas máquinas-piloto, mas como o sucesso foi imediato, a Envirobank já instalou vinte unidades em Sydney, fora as que já estão funcionando em outros municípios do país.

Outra iniciativa bacana, que muitos já devem ter visto, é a da empresa turca Pugedon, que instala ecopontos onde a doação de garrafas de plástico é revertida aos animais de rua. Assim que a pessoa coloca os materiais, a máquina imediatamente abastece um recipiente com ração. Além disso, a água que sobrou das garrafas também pode ser doada e aproveitada pelos cães e gatos de rua.

Confiram abaixo as duas iniciativas:

Austrália:

Turquia:


Reportagem: Boas Notícias - Portugal
Foto: Boas Notícias - Portugal
Boas Notícias Portugal

O desafio de superar a violência e ensinar respeito nas escolas


Esta é uma reportagem da BBC Brasil feita em uma escola brasileira, na qual  uma experiência tem se mostrado bem-sucedida em combater a violência e os péssimos modos dos alunos. Um grupo de psicólogas decidiu criar um projeto que ensina valores como honestidade e respeito de uma maneira lúdica.

Uma pesquisa no mesmo site mostra que hoje, o medo que os professores têm dos alunos é o maior fator de desmotivação por parte dos docentes, mais até do que a remuneração.

Eu já fui voluntário em escola pública, e posso afirmar que a questão da educação brasileira é muito, mas muito mais complexa do que a sociedade pensa. Não será resolvida com mais verbas, muito menos com mais estrutura física. Isso porque há um fator exógeno crucial na equação: a decadência dos valores morais nas famílias - que resulta em crianças frequentemente rebeldes, violentas ou simplesmente apáticas. Muitas sofrem abuso e violência dos próprios pais, e não estou falando de uma palmada, mas de crianças que vão para a escola com marcas nas costas, de espancamento. Acostumadas à violência, elas responderão com violência.

Num país onde até famílias abastadas estão terceirizando a educação de seus filhos para as escolas, nenhuma tentativa de injeção de recursos adicionais (como a ridícula proposta do pré-sal) será suficiente para formação de bons alunos e, consequentemente, de trabalhadores produtivos que o Brasil tanto necessita.

É um bom tema para as eleições. Não caiam no conto desses candidatos burocratas que nunca passaram um dia numa escola pública de periferia. Para eles, tudo se resume a verbas, obras e planos completamente distanciados da realidade.

Apesar disso, recomendo enfaticamente a leitura do artigo. Especialmente se você for, assim como eu fui, um voluntário completamente destreinado e "jogado à arena com os leões".

Reportagem: Renata Mendonça
Foto: BBC Brasil
BBC Brasil